O Wellington está conseguindo. E você?

Padrão

O ano de 1996 marcou o meu contato com a venda direta em multinível. Foi uma experiência extraordinária que me situou nessa indústria maravilhosa, provocando uma grande transformação no meu futuro profissional. Eu sou fruto daquela minha primeira decisão e de tudo o que comecei a aprender convivendo com profissionais incríveis, entre eles o meu amigo Wellington Melo.

 

Naquele ano, fui contatado por uma pessoa que viria a se tornar um grande amigo e irmão até hoje – o Rodolfo Gasparian – que me apresentou a Victória Marketing de Rede, uma empresa brasileira que abriu fazendo um grande barulho no mercado, pois o principal produto era comida (cestas básicas). Eu achava, naquela época, que seria muito mais fácil desenvolver um negócio de marketing multinível cujo produto era de primeira necessidade. Claro, hoje sabemos que não é por ai. Mas naquele momento eu iniciei o desenvolvimento do meu negócio de forma acelerada, com o apoio do meu patrocinador Rodolfo e de uma linha ascendente de empreendedores profissionais.

 

Eu tinha sede de aprender e por isso participava de todos os eventos. Desenvolvi o hábito da leitura, perdi a timidez, ou melhor, percebi que sendo tímido não conseguiria ser um grande líder. Colei nos melhores, grudei em quem sabia mais, aperfeiçoei a minha capacidade de ser humilde, desenvolvi a habilidade de ser ensinável. Esvaziei o meu copo e enchia-o todos os dias com informações novas e com dicas que me levassem à resultados concretos. Eu queria percorrer o atalho.

 

Durante esse período, conheci uma pessoa extraordinária, um profissional carismático, com postura invejável, dedicado e comprometido com o seu crescimento através do desenvolvimento das pessoas do seu grupo. Eu conheci o Wellington Melo e tive o privilégio de fazer parte do seu grupo. Sabia da sua história na Amway – a sua primeira empresa-escola – e acreditava que poderia aprender muito com ele, agora na Victória Marketing de Rede. Eu estava na profundidade da sua equipe, no seu décimo nível. Mas em relação ao apoio e suporte, era como se o Wellington fosse o meu co-patrocinador, sempre trabalhando para me apoiar, em parceria com o Rodolfo.

 

Nunca me esqueço do momento mais marcante da minha relação com o Wellington. Era uma manhã chuvosa e lá fui eu para mais um treinamento de grupo. Eu e o meu patrocinador chegamos ao local do treinamento, uma sala humilde em um prédio velho no Centro do Rio de Janeiro. Sinceramente, se eu ainda não tivesse me cadastrado no negócio, não entraria mais se apenas levasse em consideração o ambiente de trabalho do Wellington. O pequeno espaço situado no 13º. andar do Edifício Rex, me lembrava um escritório de gangster de filme americano. Nenhuma estrutura que aparentasse sucesso se fazia presente. Mas eu estava lá porque queria aprender. E só compareceram eu e o meu patrocinador. No entanto, apesar da pequena platéia o Wellington estava mais motivado do que nunca e pronto para nos direcionar. Levei um gravador para não perder nenhuma palavra do que iria ouvir. Anotava tudo. Perguntava muito. Eu aprendi pelo exemplo, determinação e comprometimento do Wellington.

 

A Victória Marketing de Rede faliu. Eu parei, por um tempo e comecei a me dedicar a outros negócios. Em seguida, eu retomaria a minha carreira no marketing multinível, onde conquistei rapidamente resultados financeiros até então inimagináveis.  Mas essa história eu conto depois.

 

O Wellington continuou buscando a realização dos seus sonhos. Mantinha-se trabalhando na oficina mecânica do pai e seguia em frente, buscando um empreendimento de marketing multinível que pudesse lhe oferecer a sua tão sonhada sustentabilidade financeira. Havia iniciado na Amway, esteve na Odorizzi (faliu),  participou da Victoria M. R. (faliu), passou pela Multinível do Brasil (fechou), foi para a Oriflame (saiu do Brasil), esteve na Infinity2 (saiu do Brasil) e ficou um bom tempo na Nu Skin, onde se tornou um dos maiores líderes da empresa no Brasil.

 

Esse período, intercalou com fases onde se ausentou do mercado de multinível para se dedicar ao seu negócio principal na época, uma fábrica de fogos de artifício, que abriu depois de ter se afastado da oficina mecânica. Segundo ele, a sua atividade empresarial é o seu negócio secundário. Enquanto a maioria das pessoas fazem do seu negócio de multinível o Plano B, e da atividade principal o Plano A, o Wellington sempre afirmou que a principal atividade não é aquela em que você trabalha durante a maior parte do tempo, mas sim a atividade que você escolhe para realizar os seus sonhos, trabalhando com consistência e persistência.

 

A Nu Skin mudou a sua política comercial no Brasil e é claro que o Wellington jamais continuaria participando de um projeto que causasse qualquer tipo de insegurança para as pessoas que acreditaram nele. Iniciou-se então uma nova fase em sua vida – a procura de um porto seguro onde pudesse ancorar os seus sonhos. E em agosto de 2007, a Amway foi a empresa escolhida, o novo porto para a realização dos objetivos da família – Wellington, Simonne e Beatriz.

 

De volta ao início de tudo, o Wellington na Amway iniciou um trabalho avassalador. Acelerado como sempre. Doador de apoio. Fervoroso nos seus relacionamentos. Sincero, ético e profissional, Wellington e Simonne estão formando uma das maiores organizações da Amway em toda a América do Sul.

 

Recentemente reconhecidos como os mais novos Platinum, ganhadores de bônus adicionais, com um grupo de centenas de pessoas, Wellington e Simonne se tornaram uma fábrica de líderes. Estarão entre os primeiros diamantes da Amway nessa nova fase de crescimento no Brasil. E isso só está acontecendo porque esse casal sempre acreditou que é possível sonhar e realizar. E escolheram a venda direta e o marketing multinível como o terreno para que pudessem semear os seus objetivos. O Wellington está conseguindo porque nunca parou de acreditar. E você?

 

“O desejo incita à ação; a percepção do tempo incita o conflito entre desejos. O animal humano adquiriu a arte de fazer planos e refrear impulsos. Ele aprendeu a antecipar ou retardar o fluxo das coisas de modo a cooptar o tempo como aliado dos seus desígnios e valores. Isto agora ou aquilo depois? Desfrutar o momento ou cuidar do amanhã? Ousar ou guardar-se? São perguntas das quais não se escapa. Mesmo que deixemos de fazê-las, agindo sob a hipnose do hábito ou estando de ‘venturosa inconsciência’, elas serão respondidas por meio de nossas ações. Das decisões cotidianas profissionais, afetivas e religiosas de longo alcance, as trocas no tempo pontuam a nossa trajetória pelo mundo.” [Eduardo Giannetti, O valor do amanhã, Companhia das Letras]

5 comentários sobre “O Wellington está conseguindo. E você?

  1. Fabiano Costa

    Grande Bispo!!

    Gostei muito da história do Wellington e Simonne, construindo o império para pequena Beatriz.

    De fato só quem conhece estes guerreiros amorosos, e neles também incluo o Gasparian e você também.

    Nós estamos na estrada da felicidade do multinível, trabalhando com pessoas, conhecendo novas pessoas de perspectivas e visões sociais diferentes, e sempre, sempre atuando com ética e honestidade para com o próximo, e creio que é por isto que sempre temos sucesso com as empresas com as quais temos parcerias, e sempre temos feitos amigos que mesmo em companhias concorentes, possuem o ideal comum de um futuro promissor.

    Abs.do amigo
    Fabiano Costa

  2. Julio Cesar Sarmento

    Estou maravilhado com a sua história e realmente acredito que a Amway é para todos que sonham com um mundo melhor, com liberdade e qualidade de vida. Porém, nem todos são para a Amway, porque as pessoas querem as coisas boas da vida, mas não estão dispostas a pagar o preço. E o mais importante para que todos atinjam os ouros do negócio é a mudança. E esta parte é muito complicado para elas. Abraço do amigo Julio Cesar Sarmento

  3. Gostei do teu artigo. Parabens pelo mesmo. De facto o multinivel é uma area super interessante que tem vindo a dar frutos a muita gente.
    Gostava tambem de ver alguns artigos teus no forum da minha assinatura (clicar no meu nick) onde temos varias secções adequadas ao genero de textos que publicas. Desta forma, acrescentas valor ao forum em questao e aproveitas para divulgar o teu sitio da internet.
    Continuação de boa escrita e mais uma vez parabens pelo bom trabalho.
    Cumprimentos

    • Caro João,

      Muito obrigado pela consideração e comentário sobre o conteúdo do meu blog. E eu não faço isso sozinho, tenho a ajuda de pessoas e profissionais como você que através de um feedback, me direciona, motiva e me inspira.

      Obrigado pelo convite! Respondi através de e-mail.

      Um forte abraço,

      Ednaldo Bispo

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s